Denise (MT), 29 de setembro de 2020 - 02:25

? ºC Denise - MT

Videos

19/03/2020 07:32

Líder de roubo de R$ 100 milhões em ouro já assaltou três bancos em MT – Veja

Crime cometido por Veio aconteceu em 1999 em Canarana

 

Francisco Teotônio da Silva Pasqualini é um dos criminosos apontados como o responsável pelo roubo de mais de 760 quilos de joias e ouro avaliados em mais de R$ 100 milhões que aconteceu no aeroporto de Campinas, em julho de 2019. Ele que é conhecido como “veio” é citado como a pessoa que arquitetou toda esta ação criminosa.

O homem já teria planejado outro roubo milionário que aconteceu a uma agencia bancária no município de Canarana (605 quilômetros de Cuiabá). No roubo do ano passado, os responsáveis pela ação de ‘cinema’ não foram localizados na hora, sendo encontrados apenas no começo de 2020.

O assaltante conhecido como ‘Rei do Ouro’ foi o último a ser preso pelas forças policiais. Teotônio já é velho conhecido da polícia.

Com uma extensa ficha criminal, ele é apontado ainda como o autor de roubos semelhantes a esse nos anos de 2011, 2008 e até outro realizado a cerca de duas décadas atrás, ou seja, há 20 anos. Em uma reportagem exibida pelo programa nacional Domingo Espetacular (TV Record – canal 10.1) no último domingo, é feita toda uma retrospectiva da vida criminosa do bandido.

Porém, o que muitos matogrossenses não sabiam é o que o assaltante também já se utilizou de suas artimanhas do mundo do crime para praticar outra ação semelhante a de Guarulhos. Desta vez, em um banco no município de Canarana.

No ano de 1999, sob o comando de Francisco, um roubo simultâneo foi realizado a três agencias bancárias do município. A técnica utilizada por eles foi à mesma já usada em diversas ações criminosas conhecida como Novo Cangaço.

Um caminhão que estava ‘recheado’ com assaltantes e armas foi usado para concretizar o fato. Nesta ocasião, foram levados diversos malotes avaliados atualmente em cerca de R$ 990 mil. 

O que é relatado pela reportagem veementemente é como diversos crimes do bandido simplesmente desaparecem. Nos bancos de dados da justiça, não é possível localizar diversos crimes cometidos por ‘Veio’ ao longo de seus 30 anos em que já ‘atua’ nessa vida. 

Francisco Teotônio está preso desde 11 de janeiro deste ano.

 

 


1070x100

Click Denise

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Denise- MT

Contato

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo