Denise (MT), 10 de abril de 2020 - 14:46

? ºC Denise - MT

Videos

04/02/2020 07:23

>Ele põe o piu-piu na minha boca e na boca do meu irmão>, denunciam crianças estupradas pelo pai

As vítimas moram com o pai em outra cidade e apenas passam as férias na casa da mãe, em Cuiabá.

Dois irmãos, de 6 e 8 anos, denunciaram ser abusados pelo próprio pai, em reportagem do programa Balança MT, da TV Cidade Verde, na manhã desta segunda-feira (03).

As vítimas moram com o pai em outra cidade e apenas passam as férias na casa da mãe, em Cuiabá. Segundo a mãe e o avó materno, as crianças relataram sofrer abuso sexual e psicológico do pai.

De acordo com a matéria do repórter Arthur Garcia, há alguns anos a Justiça determinou que as crianças ficassem com o pai e, a mãe ficaria com os meninos nas férias.

A família alega que já tentou de tudo e, pede ajuda. A mãe chora ao relembrar todas as vezes que os filhos vão embora.

“Eles se escondem embaixo da cama, choram, pedem por favor, dizem que não querem ir”, afirma a mulher.

Os meninos confirmam os abusos e contam detalhes como tudo acontece.

“Não é legal. Ele bate em mim, ele faz sexo na gente. Ele põe o piu-piu no meu bumbum e na bunda do meu irmão. Na minha boca e na boca do meu irmão. Eu sinto que tá doendo. Todo dia’, conta um dos garotos.

As vítimas afirmam com precisão de que não gostam do pai por estes motivos.

Outro Lado

Inicialmente, o pai dos meninos se comprometeu a se posicionar, em seguida, desistiu e disse que sua advogada o orientou que a não falar com a imprensa.

Porém, a defesa enviou documentos para emissora, que contém um laudo feito pelo Centro de Assistência Social (CRAS) do município onde residem, em que é descrito que as vítimas se adaptaram e gostam de morar com o pai.

Além disso, há uma decisão do Ministério Público Estadual encerrando o processo proposto pela família materna, com uma determinação para que sejam investigados por denuncia caluniosa, proferida no dia 30 de setembro de 2019.

O avô rebateu a situação, dizendo que os netos são ameaçados e sofrem pressão psicológica, devido a isso, não conta a verdade para as psicólogas e assistentes sociais que os acompanham no interior.

A emissora forneceu um advogado, para acompanhar a família que denuncia e, proteger os meninos.

Informações como nomes e endereço não foram divulgadas, a intenção é preservar as supostas vítimas.

Veja o vídeo:

 

1070x100

Click Denise

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Denise- MT

Contato

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo