Denise (MT), 29 de setembro de 2020 - 11:11

? ºC Denise - MT

Política

DISPUTA AO SENADO 13/03/2020 18:40

Nortão possui maior PIB de MT e merece ter senador, diz Leitão

Ex-deputado federal foi escolhido como o candidato do PSDB na eleição suplementar de abril

 O ex-deputado federal Nilson Leitão foi oficializado pelo PSDB como candidato ao Senado na eleição suplementar que ocorrerá no dia 26 de abril.

A definição ocorreu durante convenção tucana realizada na Câmara Municipal de Sinop (a 480km de Cuiabá), onde Leitão iniciou sua carreira política.

Lançado como o “candidato do Nortão”, Leitão argumentou que a região tem atualmente o maior Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, mas falha em representatividade política. 

Mato Grosso, segundo ele, já possui representante da Baixada Cuiabana, Jaime Campos (DEM), e do sul do Estado, que é Wellington Fagundes (PR), e por isso necessita de uma pessoa do Norte no Senado.

“Na sua História, Mato Grosso teve apenas 17 senadores desde a divisão. Dez de Cuiabá, cinco de Rondonópolis e dois de Cáceres. O Nortão, que tem o maior PIB hoje do Estado, nunca tive um senador”.

“Eu não poderia ser omisso com a minha sociedade. O Senado precisa de alguém dessa região”, defendeu.

Leitão – que foi candidato derrotado ao Senado em 2018 - contou que teve propostas para tentar desistir do pleito.

“Muitos tentaram me convencer a desistir. E eu disse: 'Não serei omisso com minha sociedade. Vou colocar meu nome à disposição e quem decide isso é o povo'. E por isso me apresento aqui hoje”, afirmou.

Leitão ainda destacou em seu discurso que não deve levantar apenas a bandeira do agronegócio, principal atividade econômica do Norte.

"Nós somos os campeões de soja, milho e carne. Mas o que está no nosso prato é comprado em outros estados e países. E o resultado prático disso? A pobreza. É preciso virar essa chave. É preciso dar justiça social", afirmou em discurso.

O candidato, em seu discurso, lembrou sua trajetória política como parlamentar, mas também como prefeito por dois mandatos, de 2001 a 2008.  

"Vou lutar pela redução da maioridade penal e também precisamos discutir a redução de distância para tratamento de câncer e hemodiálise, como fiz quando fui prefeito desta cidade. Hoje, pessoas de toda região vêm fazer tratamento aqui", disse. 

Apoio a Bolsonaro

Leitão também afirmou que defenderá bandeiras do presidente Jair Bolsonaro. "Eu vou sim apoiar o presidente naquilo que o Brasil precisa, naquilo que sonhamos para o Brasil. Quero um país novo, da família respeitada", afirmou.

Uma dessas bandeiras, segundo Leitão, é o projeto que permite a exploração econômica de reservas indígenas, como defende o presidente. O candidato lembrou que, quando era deputado federal, foi o primeiro e levantar o debate sobre o tema na Câmara, em 2017 .

Suplência 

O primeiro e segundo suplentes, de acordo Leitão, já foram definidos, mas o partido deverá anunciar apenas na manhã de sexta-feira (13) os nomes.

Ele, no entanto, negou que tenha feito qualquer tipo de amarração política para definir um candidato que possa atrair mais votos de outras regiões do Estado.

“Não há amarração. A velha política tem que ser deixada para trás. A suplência tem que ser preenchida por pessoas que têm capacidade. Precisamos de pessoas que estejam prontas, no caso da ausência de um titular, que possam orgulhar a sociedade”, afirmou.


1070x100

Click Denise

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Denise- MT

Contato

Redes Sociais

Crie seu novo site Go7
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo