Superbom final

Denise (MT), 17 de outubro de 2019 - 22:12

? ºC Denise - MT

Acontecimentos

09/10/2019 13:02

Mulher morre após cirurgia plástica em Cuiabá

Shimene Aparecida Oliveira Souza, mulher sadia, trabalhadora, com um filho menor de idade, tinha um sonho: fazer cirurgia plástica, sendo uma abdominoplastia e implante de próteses de silicone nos seios. Para tanto procurou o médico Eduardo Sauter onde fechou a cirurgia. Marcada a data a paciente foi encaminhada para operação no Hospital Sotrauma. Realizado o procedimento Shimene foi encaminhada para casa para finalização de sua recuperação, tendo recebido alta médica. Aquilo que parecia uma mar de rosas se tornaria a maior tragédia na vida de Shimene e seus familiares. Já em casa, Shimene começou a queixar-se de dores mais que o normal, sendo dores insuportáveis no peito. A dor era tão intensa que a vítima nem sentia a dor da lipo, que dói muito. Ao acionar o médico que a operou, Eduardo Sauter, o mesmo dizia que era normal. Em ato contínuo o médico chegou a  se exaltar com a vítima, dizendo que era problema psicológico dela. Com a constante reclamação de Shimene, o médico se recusava a fazer uma análise minuciosa na paciente e sempre dizendo que era normal. Como se não bastasse toda a dor, a vítima passou a sentir falta de ar, novamente indagando ao médico, o mesmo chegou dizendo para ela encher balões que passava. Já em muita exaustão a paciente só conseguia dormir sentada, devido as dores e principalmente a falta de ar que não permitia deitar. Agravando os sintomas, a paciente já quase sem respirar foi levada por familiares ao Hospital para ser socorrida, pois já estava a beira de desmaiar. No Sótrauma, Hospital onde Shimene foi operada, a família contou que uma “operação abafa o caso” começou, pois só foram informados que Shimene estava com água no pulmão. Essa história de água no pulmão nada mais era que uma grave infecção que Shimene contraiu devido ao implante de próteses de silicone mamário, que passou contaminação à paciente. Essa contaminação evoluiu, as dores e a falta de ar eram um aviso que o problema da paciente se agravava e nada era feito pelo médico, que dizia ser normal. Já com a infecção alastrada pelo corpo, ficou impossível controlá-la e Shimene mesmo na UTI, veio a óbito no mesmo Hospital que havia operado anteriormente. Ainda a família relata que durante o pequeno tempo em que a vítima estava no Sótrauma, o Hospital queria remover a paciente de lá a qualquer custo, dando um indicativo que a mesma morreria, todavia, queriam que fosse bem longe dali após detectarem o problema infestado.

O mais absurdo é que a paciente contraiu infecção na cirurgia feita no Hospital, e nem o médico nem o Hospital queriam tratá-la, cobrando para interna-la e posteriormente tentando expulsá-la do Hospital.

A vítima deixou um filho menor de idade, acabou falecendo de choque séptico devido a infecção contraída na cirurgia realizada pelo médico Eduardo Sauter no Hospital Sótrauma.

O IML teve dificuldade na conclusão do laudo, uma vez que o Hospital retardava a entrega de documentos, todavia acabou concluindo que nos seus estudos Shimene morreu em decorrência de infecção ocasionada pela prótese.

Médico Eduardo Sauter

Medico Eduardo Sauter

Hospital Sotrauma

Hospital Sotrauma

 

 

 

 

 

 

Laudo IML(Conclusão)

 

Certidão óbito


Fb img 1544175875577Img 20190104 wa001820190116 100549Superbom estatico
Superbom final

Click Denise

Todos os direitos reservados
É proibido a cópia total ou parcial do conteúdo, e a reprodução comercial sem autorização.
Denise- MT

Contato

Redes Sociais

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo